dicas de aleitamento materno

Veja 5 dicas de aleitamento materno para você se preparar!

A mamada é um dos momentos mais esperados pela mãe e do qual a família também anseia participar. A conexão que o toque do bebê cria com o leite materno é algo realmente mágico e único. No entanto, esse período pode demandar um tempo maior de adaptação, deixando todos angustiados.

A principal sugestão para lidar com essa situação é se preparar. Para isso, recomendamos que a gestante massageie os mamilos com bucha vegetal e tome bastante líquido durante a gravidez, fortalecendo a pele e estimulando a produção de leite. 

E depois que o bebê nascer, também existem outras dicas de aleitamento materno que podem ajudar. Neste post, listei cinco delas que recomendo a todas as mamães. Acompanhe!

1. Colocar para mamar logo após o nascimento

Logo depois do parto, o bebê precisa ser colocado no peito para começar a sucção. Esse momento é importante para a produção dos hormônios responsáveis pela produção de leite, como a prolactina e ocitocina. Além disso, o ato de sugar ajuda a expulsar os restos da placenta, porque aumenta as contrações uterinas. E a endorfina também é liberada, diminuindo as dores pós-parto.

2. Tomar banho de sol nos seios

Outra dica de aleitamento materno muito recomendada é colocar os mamilos no sol durante 10 a 15 minutos por dia. Essa exposição evita as rachaduras que costumam ocorrer no bico dos seios no início da amamentação, principalmente nas mamães de primeira viagem. São minutinhos preciosos para fortalecer a região onde a pele é muito fina.

3. Fazer sucção frequente

Talvez você já deve ter ouvido aquela famosa frase: “Quanto mais o bebê mamar, mais leite dá”. Mas você sabia que também existem outras formas de estimular essa sucção? Por exemplo, a mamãe pode retirar o leite com as mãos, caso ele esteja muito cheio, ou usar bombas de tirar leite. Esses exercícios são ótimos para estimular a produção e evitar que o leite empedrem e você, caso deseje, ainda pode fazer um estoque do seu leite para consumo do seu bebê ou doação a um banco de leite.

4. Deixar o bebê esvaziar bem a mama

Quando o bebê é recém-nascido, a amamentação fica desregulada porque ele mama pouco e em intervalos curtos. Depois, conforme vai crescendo, o bebê estabelece um ritmo e passa a mamar mais. Por isso, a mamãe deve oferecer o peito sempre em livre demanda. Assim, consegue suprir todas as necessidades do pequeno, seja de fome, seja de sede, seja só de amor.

5. Ter atenção à rejeição no seio

Existem vários motivos que podem fazer com que o bebê rejeite o peito. O mais comum é a obstrução nasal. Para resolvê-la, muitas vezes basta limpar as narinas suavemente com cotonete umedecido com soro fisiológico. Mas também o baby pode pegar a mama errada, precisar arrotar ou sentir cólicas. Então, também é importante ficar em alerta para possíveis sinais e assim eliminar sofrimentos e complicações.

Mesmo depois de seguir essas dicas de aleitamento materno, é possível acontecer outros problemas mais intensos. Por exemplo, devido às dores e machucados nos seios, a mãe pode rejeitar a amamentação, e o bebê ficar desnutrido devido ao pouco consumo de leite. Então, se isso acontecer, é hora de procurar ajuda profissional. Lembre-se de que o ginecologista e o pediatra são sempre os principais parceiros da família.

Se você gostou deste assunto e quer continuar por dentro do universo infantil, siga a página da Xique Xique no Facebook e apaixone-se por nossas publicações!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.